• Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco

MITOS DO PARTO: PASSAR DO TEMPO X PASSAR DA HORA.





Qual a diferença entre passar do tempo e passar da hora?


Mulheres que estão em busca de um parto natural vivem o sob olhar desse “fantasma” toda vez que contam sobre seu desejo a quem não entende do assunto.


Então vamos às explicações, para começar a desmistificar a questão.


Toda vez que se fala em “passar do tempo”, estamos falando em idade gestacional.


Podemos dizer então que “passar do tempo” seria somente depois das 42 semanas. Que é quando está indicada a indução a fim de reduzir a chance de insuficiência placentária. Ou reduzir a chance de PASSAR DA HORA. Porque “passar da hora” significa faltar oxigênio para o bebê durante o parto. E isso independe da idade gestacional.


É claro que as duas situações podem ter relação – porque quanto mais prolongada a gestação, mais chance de faltar oxigênio na hora do parto – mas elas não estão necessariamente associadas.


EU COSTUMO SEMPRE DIZER QUE PARA PASSAR DA HORA, É PRECISO PRIMEIRO CHEGAR À HORA.


E chegar à hora é entrar em trabalho de parto, seja com 40 semanas ou 42.

Para entender esse conceito acho importante pensar no caminho que o oxigênio percorre, da mãe até o bebê.


O que pode levar à falta de oxigênio?


Listo alguns motivos:


– Pode ser um evento raro, como uma parada cardíaca da mãe, ou uma reação à anestesia em uma cesárea, por exemplo.
– A falta de oxigênio no caminho dentro da placenta, até o bebê, causado por insuficiência placentária – que pode dar sinais no pré-natal ou ser deflagrada durante o trabalho de parto.
– Pode também ser o descolamento da placenta, que acontece por crise hipertensiva durante o trabalho de parto e é como se “tirássemos o bebê da tomada”.
– Ou pode ser qualquer coisa que comprima o cordão umbilical durante o trabalho de parto e interrompa o fluxo sanguíneo, como o prolapso de cordão e a compressão do cordão pelo corpo do bebê em caso de pouco líquido. Que também é raro.

Essas são as causas mais comuns para o que chamamos de “passar da hora”.  E antes que gere dúvidas: não, circular de cordão NÃO ENFORCA O BEBÊ, porque o bebê não respira pelo nariz nem pela boca. Aqui, a Ana Cris fala um pouco mais sobre circulares de cordão.


Portanto, passar do tempo é muito diferente de passar da hora. Isso porquê uma gestação pode oscilar entre 36 e 44 semanas, como falamos anteriormente aqui. E passar da hora, significa a falta de oxigenação adequada durante o trabalho de parto. Só lembrando que durante o pré-natal, com o acompanhamento adequado, muitos problemas podem ser previstos, tendo uma atuação preventiva.


640 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo